Depois da morte (um amendoal em flor)

Sobre esta publicação

Nesta sua auspiciosa primeira novela, Beatriz Meireles apresenta-nos, com sensibilidade e ímpar tato literário, um texto que percorre, de fio-a-pavio e por três gerações, a história de uma família de Paredes. Uma obra onde são devidamente realçados os sentimentos, o humor ou os afetos, bem como as cores, os odores e os objetos que sempre os complementam e salientam.

Beatriz Meireles nasceu a 30 de junho de 1985 em Paredes, onde habita. É licenciada e mestre em Direito, tendo exercido, a maior parte do seu tempo, a advocacia. É atualmente Vereadora da Cultura, da Ação Social e do Turismo da Câmara Municipal de Paredes. Durante alguns anos chegou a escrever para um jornal local. É apaixonada pelas diversas formas de arte, das mais imperfeitas, a política, às mais perfeitas, a literatura e a pintura. O gosto pelas coisas belas leva-a a admitir que, no futuro, se entregará à escrita, assim como às temáticas da História da Arte. Este é o primeiro livro que edita.

Excerto: "Nenhum tipo de objeto, outrora relevante, belo, permitia que o silêncio tivesse significado, senão apenas o significado de uma existência dolorosa e inultrapassável. Nenhuma planta se manteria verde, nenhum animal permaneceria ruidoso e alegre, nem mesmo o periquito da gaiola de madeira trabalhada, que desaparecera durante tantos e tantos anos."

Link externo

Álbum fotográfico completo