Cativeiro

Sobre esta publicação

Nuno F. Silva é um jovem com apenas 23 anos e um dos mais cintilantes poetas vivos.
Primo do consagrado poeta Daniel Faria, tem já editados alguns livros de poesia sem grande expressão no mercado, mas a Idioteque quer agora fazer, mais do que a edição desta obra, todo o acompanhamento de uma carreira literária que será de alto nível, levando a sua obra até vários órgãos de comunicação social.
A capa do livro conta com um desenho da relevante artista plástica Emília Nadal.
“Eu:
Este caminho fechado ao lumiar da manhã.
Uma casa trancada no inicio da primavera,
como um botão de rosa que não soube dar-se à luz.
A retina do olho nocturno.
A língua das insónias suspensas por silêncios incompletos.
As pálpebras canibais do sono que não alimenta.
Estou aqui
À boca da bruma onde os dentes são negros
e o ponteiro tomba para a morte que tarda.”

Link externo

Álbum fotográfico completo